CANÇÃO DO CENTENÁRIO (1896 – 1996)


Letra e música de Cláudio L. Cassiani


O dia cede às formas pra escuridão
a cor da paisagem é minha visão.
Aves de passagem, ficarão
Jaguari, seu habitat, o meu coração.
Árvores no Bosque, crescerão
o cheiro deste mato é o meu pulmão!
PEDREIRA...
Caiu aqui um pedacinho do céu
O riso de um menino no desenho de um sol
Flor de laranjeira, flor de Jamelão,
flor de porcelana, flores para paixão
Muitos Joões e Pedros, procissões a pé,
uma canção, um hino, é a sua fé.
As pedras na montanha me derrubarão,
os braços deste Cristo me erguerão.
 PEDREIRA...
Mãos que fazem arte
Mãos que os calos ardem 
Nascem grandes amigos, aqui neste 
belo lugar!