Morro do Cristo de Pedreira estará recebendo os fiéis católicos na Sexta-Feira Santa

A Secretaria de Serviços Urbanos , da Prefeitura de Pedreira, realizou os serviços de limpeza, capinação, pintura de guias e manutenção no Complexo Turistico do Morro do Cristo, visando as celebrações da Semana Santa, principalmente a ascensão dos peregrinos na Sexta-Feira Santa. 

“O Morro do Cristo é um dos principais pontos turisticos do Município e sempre neste período, em função das chuvas, o mato cresce rapidamente, mas que recebe os cuidados essenciais, visando recepcionar os peregrinos cristãos, que se utilizam deste espaço, orando em cada Estação da Via Sacra, nesta data importante do calendário católico ou pagando promessas por graças alcançadas”, destaca o prefeito Hamilton Bernardes.

Não há uma data precisa quando se iniciou a peregrinação ao Morro do Cristo. Há notas jornalísticas dos anos de 1940, que os católicos deixaram o acesso ao local em boas condições de uso. Essa ligação partia da Estrada da Boiada (atual Avenida Joaquim Carlos) entre a Fábrica de Aluminio e a residência ali existentes até o topo do Morro. Aos poucos, foram sendo instalados postes de madeira, com placas representando as Estações da Via-Sacra. O trajeto, de terra batida tinha o formato de um “L” de ponta cabeça. Em 1950, cidadãos de Pedreira, católicos e professando muita fé, ofertaram ao Município a Imagem do Sagrado Coração de Jesus, que foi instalado no topo do Morro. O percurso original durou até o final de 1970. No início dos anos 80, Hygino Amadeu Bellix, em sua primeira gestão como prefeito de Pedreira, implementou melhoramentos no Complexo do Morro do Cristo. Projetou um novo traçado, mais longo e neste trajeto, contando com a colaboração de artistas plásticos da Cidade instalou as novas Estações da Via-Sacra pintadas a mão. Toda a ligação recebeu o calçamento de paralelepípedos. Em um primeiro platô, colocou o avião Viscount, que havia obtido junto ao Governo do Estado e que pertencera a VASP. Edificou ainda um Jardim e um Restaurante/Lanchonete no topo, além da cabine de passageiros que se utilizavam do teleférico para chegar ao local, que também foi uma obra de Hygino Bellix, que tinha o ponto de partida das imediações do Pavilhão da Feira Permanente dos Produtos Industrializados em Pedreira, que ficava na Avenida Vanderley José Vicentini, próximo à sede do então Museu Cientifico Beato José de Anchieta, que ocupava a antiga Estação da Mogyana. O Morro do Cristo, com estas alterações, se transformara em Complexo Turistico do Morro do Cristo. Infelizmente, em 1993,  dois jovens, por brincadeira, atearam fogo nas cortinas do avião Viscount, que acabou sendo consumido pelo fogo. Foi, sem dúvida uma grande perda turística para o Município. No local, o prefeito da época Hamilton Bernardes Junior, atendendo a pedido formulado pelo vereador Dair Bassi (Pinhé), construiu no local a Praça de Nossa Senhora Aparecida, inaugurada em 1995. No ano 2000, o prefeito Antonio Ganzarolli Filho edificou, na entrada do Complexo, o Portal em estilo Romano.

Na peregrinação da Sexta-Feira Santa, católicos das Paróquias de Santana, Santo Antonio e Nossa Senhora Aparecida se revezam na subida ao Complexo, parando em cada Estação. Moradores de outras localidades fazem caminhadas a pé, de sua Cidade até o Morro do Cristo, uns para agradecer, outros para pedir uma graça ou pagar promessas por graças alcançadas. Um trajeto que exige esforço e para muitos, um caminho de fé, de esperança.

Compartilhar

ACESSIBILIDADE

Para navegação via teclado, utilize a combinação de teclas: Alt + [ de atalho]

Atalhos de navegação:

Tamanho da Fonte/Contraste
Por Favor, aguarde...